Imagem de bagagens

Conheça as regras para transportar sua bagagem de mão!

Existem diferentes regras para bagagem de mão nos voos, sendo que elas diferem das normas aplicadas às malas despachadas. Desse modo, é essencial entender quais são os limites para evitar que seja obrigatório recorrer ao despacho e prevenir problemas durante o embarque. Esse cuidado deve ser adotado tanto em voos nacionais quanto internacionais.

Na prática, todas as normas são divulgadas pelas companhias aéreas. Porém, para facilitar o processo, listamos as principais informações e regras para que consiga viajar com a bagagem de mão sem imprevistos. Confira!

O que é considerado bagagem de mão?

A bagagem de mão é uma mala que pode ser levada a bordo, sem precisar passar pelo processo de despacho pela companhia aérea. Grande parte das companhias aéreas permite que essa mala seja levada pelo passageiro sem custos adicionais.

Na prática, ela pode ser mala ou mochila. Entretanto, existem normas específicas sobre peso, dimensões e itens que podem ser levados.

Quais são as medidas e peso permitido para esse tipo de mala?

Um dos cuidados essenciais com a bagagem de mão é escolher a mala que se alinhe às medidas permitidas. No entanto, elas dependem das companhias aéreas, que definem as limitações. Nas empresas brasileiras, o mais comum é que tenha o tamanho máximo linear de 115 cm, distribuídos observando os limites de 55 cm x 35 cm x 25 cm.

Isso vale tanto para voos nacionais quanto internacionais. Contudo, outras companhias aéreas podem ter limites diferenciados, permitindo malas maiores ou menores. Além disso, tenha sempre atenção ao peso. Em geral, são permitidas malas de até 10 kg — mas existem empresas (especialmente internacionais) que trabalham com limite de 8 kg.

Porém, como podem existir variações no tamanho e peso, sempre confira as normas da companhia aérea com a qual você viajará. Assim, você evita problemas no embarque e a necessidade de despachar a mala e aumentar os custos.

É possível levar bagagem de mão e mochila?

É muito comum ter que levar, além da mala, uma mochila ou bolsa com outros itens. Se esse é o seu caso, saiba que a maioria das companhias aéreas permitem um volume adicional além da mala, desde que respeite as medidas estipuladas pela empresa — geralmente, 35 cm x 20 cm x 45 cm.

Esse item pessoal deve caber embaixo da poltrona, já que os espaços acima do assento devem ser disponibilizados para as bagagens de mão. Porém, devido às limitações de espaço, as mochilas podem não ser permitidas. Logo, consulte sempre as regras no site da companhia aérea.

O que pode ou não levar na mala de mão?

Outro ponto que deve ser estudado são as limitações em relação aos itens que podem ou não estar na bagagem de mão. A Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) tem uma lista que se aplica aos embarques de origem no Brasil. Veja alguns itens permitidos:

  • roupas e sapatos;
  • artigos de higiene pessoal;
  • prescrição respeitando o limite de 100 ml;
  • itens pessoais (óculos, documentos, cintos, etc.);
  • cosméticos sólidos, como maquiagens, desodorante, entre outros;
  • medicamentos essenciais, com a devida prescrição médica (se exigida), ou sem aparelhos eletrônicos.

Já entre as restrições, estão:

  • armas de fogo;
  • objetos cortantes ou perfurantes;
  • líquidos acima dos limites estabelecidos;
  • substâncias tóxicas, inflamáveis ou explosivas.

Porém, tenha em mente que a decisão final sobre o transporte de cada item é da companhia aérea — e no exterior as regras para bagagem de mão também podem ser diversas.

Quais líquidos são permitidos em voos nacionais e internacionais?

Nos voos nacionais, geralmente o limite é de 4 frascos com líquidos, sendo que a capacidade deles precisa ser inferior a 300 ml ou 300 g. Já em caso de bebidas alcoólicas, as regras para bagagem de mão variam conforme o teor alcoólico.

Até 24% costuma não haver restrições, desde que as garrafas sejam de no máximo 1 litro. Entre 24% e 70%, o limite é de 5 litros, com recipientes que tenham capacidade máxima de 1 litro cada.

Em voos internacionais, as regras costumam ser estas:

  • todos os líquidos devem estar em frascos com capacidade de até 100 ml cada (frascos maiores, mesmo que parcialmente usados para deixar apenas 100ml disponíveis não podem ser transportados);
  • os frascos devem estar em uma embalagem plástica transparente, com capacidade máxima de 1 litro e possa ser fechada com folga;
  • o limite dos frascos de bebidas alcoólicas é de 100 ml, exceto para bebidas adquiridas nos free shops ou na própria aeronave.

Além disso, lembre-se de que o embarque com a bagagem de mão costuma ser gratuito, porém, se ultrapassar as medidas e pesos informados, há a cobrança do despacho conforme valores de cada companhia aérea. Portanto, é fundamental sempre confirmar as normas.

Agora que você já sabe as principais regras para bagagem de mão, pode arrumar as malas com mais tranquilidade e tomar decisões mais adequadas no momento de decidir se é necessário contar com o despacho de bagagem na sua passagem.

Quer acompanhar mais dicas? Então entenda a importância do Relatório de Irregularidade de Bagagem (RIB)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Baixe agora o manual para planejar sua viagem!

Neste Manual do Planejamento de Viagem, a direitojá traz todas as dicas para os viajantes organizarem suas viagens de avião e evitarem imprevistos na sua jornada.